Tweetar Post/Página

SOBRE AUTO / Honda CG: Best-seller sobre duas rodas


Sucesso contínuo

Com o lançamento da Honda CG 160 a moto recebeu profundas alterações. Em 39 anos de história, a CG detém o recorde de veículo mais vendido no País com mais de 11 milhões de unidades comercializadas desde seu lançamento em 1976. Durante quase quatro décadas, o modelo foi evoluindo com o motociclista brasileiro, que se acostumou em tê-la como veículo oficial das motoescolas. Ficou mais bonita, mais eficiente e mais segura. Mas não perdeu em nenhum momento a robustez, o baixo custo de manutenção, muito menos a agilidade no trânsito. Acompanhe dez fatos que fizeram desta Honda o veículo mais vendido do Brasil, deixando para traz Fiat Palio e WV Gol. 

1976

Nasce a CG 125, primeira motocicleta Honda fabricada em Manaus (AM). O modelo conta com motor de 125 cm³ (quatro tempos) tinha 10,4 cavalos de potência e o câmbio de quatro marchas todas para baixo. A CG Bolinha durou até 1978. Neste período foram fabricadas 46.514 unidades. 

1981

Em função da crise mundial do petróleo, a montadora resolveu criar a CG 125 a álcool, primeira moto a usar o combustível de cana. Trazia câmbio de cinco marchas, que chegaria à versão a gasolina apenas em 1983. Havia um reservatório gasolina e um injetor para partida a frio, localizado abaixo do banco. O consumo era 18% maior, porém compensava devido ao baixo valor do litro do álcool. No total, foram produzidas 2.655 unidades. 

1983

Na versão a gasolina, o câmbio passa de quatro para cinco velocidades, de acionamento universal, novo escalonamento e, assim, oferece melhor aproveitamento da potência do motor, que passou para 11,5 cv. Esta geração teve 178.557 unidades produzidas (1983-1985). 

1994

Com novo design e 90 alterações técnicas, a Honda lança a CG 125 Titan. Entre as novidades estão comandos elétricos em novo desenho; alças traseiras nas laterais; tanque de formas arredondadas (13 litros), novos freios e conjunto de embreagem. A potência aumentou para 12,5 cv. De 1994 a 2000, esta geração de CG teve mais de um milhão de motos produzidas. 

2004

Um ano antes, o modelo comemorou cinco milhões de unidades produzidas em Manaus (AM). Em 2004, a CG 150 ganha novo motor OHC de 150 cm³ e passa a chamar-se CG 150 Titan. Mais econômica, ágil e durável, o modelo teve também seu design renovado. Até 2008 foram produzidas quase 1.748.500 unidades da Titan. 

2006

Com a proposta de ampliar a base do mercado, principalmente como ferramenta de trabalho, a marca cria a CG 125 Fan. Oferece resistência, economia e baixo custo de manutenção. Em pouco tempo torna-se o segundo modelo mais vendido. Até 2012, esta geração teve exatos 2.255.535 unidades produzidas. 

2010

Com novo e inédito conceito de mistura de combustíveis para motos, a CG 150 Titan Mix chega ao mercado. É o primeiro modelo no mundo, produzido em série, que utiliza tanto o etanol quanto a gasolina em qualquer proporção. A partir deste modelo, todas das CGs Titan contam com sistema de injeção eletrônica de combustível (PGM-FI). 

2014

Honda lança primeira motocicleta de baixa cilindrada com sistema de freios CBS (Combined Brake System). O objetivo é oferecer mais segurança aos motociclistas, principalmente os iniciantes. A CG CBS foi a primeira do mundo a oferecer a tecnologia em sua faixa de cilindrada. 

2015

Linha 2016 da CG chega com uma nova motorização de 160 cm³, em substituição às versões com motor de 150 cm³. Esta nona geração CG também trouxe design renovado, com mais esportividade. Lembra muito as irmãs mais velha: CB 300R e CB 500F. Com 162,7 cm³ de capacidade, este monocilíndrico gera 14,9 cv (a 8.000 rpm) abastecido com gasolina.
Compart

Por: Multimidia Info

Navegue pela Data e encontre as Matérias em Ordem Cronológica.