Novo sedã de US$ 44.000 da Jaguar mira menos ricos

Sedã XE será o veículo mais barato da Jaguar quando for à venda no ano que vem para rivalizar com o BMW Série 3

Elisabeth Behrmann, da

Simon Dawson/Bloomberg

Novo sedã da Jaguar, o XE, é apresentado em Londres

Munique - A Jaguar vai lançar um novo sedã de entrada para desafiar o modelo mais popular da Bayerische Motoren Werke (BMW) como parte de um impulso da marca britânica para triplicar as vendas fabricando veículos acessíveis para mais pessoas.

Visitantes olham o novo Jaguar XE, produzido pela Jaguar Land Rover, uma unidade da Tata Motors, durante o seu lançamento mundial em Londres

O sedã XE, ou saloon, como esse estilo de carro é conhecido no Reino Unido, será o veículo mais barato da Jaguar, a cerca de 27.000 libras (US$ 44.000), quando for à venda no ano que vem para rivalizar com o BMW Série 3.

Ralf Speth, CEO da Jaguar Land Rover, durante a apresentação mundial do novo XE, em Londres

O carro é um teste crítico para a capacidade da Jaguar de competir pelos compradores de veículos de luxo de entrada após suspender a produção do X-Type, na última década, por causa das vendas desanimadoras.

Detalhe do novo sedã Jaguar XE, produzido pela Jaguar Land Rover, em Londres

O carro, primeiro modelo fabricado sobre novas bases de alumínio, “representa apostar a casa”, disse Max Warburton, analista da Sanford C. Bernstein em Cingapura.

Visitantes olham o chassi do novo Jaguar XE, durante a apresentação mundial do modelo em Londres

“O XE começa com tudo naquele que é, sem dúvida, o segmento de luxo mais competitivo de todos” e onde rivais como o Série 3, o Audi A4 e o Mercedes Classe C têm “muito mais vantagens de escala”. 

Cantora britânica Emeli Sande ao lado do novo sedã Jaguar XE

O modelo médio, que será lançado hoje em Londres, é parte de uma série recorde de investimentos da Jaguar Land Rover, unidade da Tata Motors.

A fabricante com sede em Whitley, Inglaterra, está investindo 3,5 bilhões de libras no ano até março para ampliar sua linha de montagem em meio a um endurecimento da concorrência.

A Maserati, da Fiat, está invadindo território da Jaguar com o Maserati Ghibli, de US$ 66.900, e a Bentley, marca britânica de superluxo da Volkswagen, desafiará a Land Rover quando lançar seu primeiro SUV em 2016.

Geração iPad

O XE apresenta uma base de alumínio ultraleve para melhorar o desempenho.

Trata-se de uma busca da marca para recuperar a imagem esportiva do seu auge, nos anos 1960, quando o carro esportivo E-Type era o favorito de estrelas de cinema como Steve McQueen e Brigitte Bardot.

O novo Jaguar terá o mesmo nível de preço do BMW Série 3, que custa entre 23.550 e 45.515 libras no Reino Unido.

Com o XE “eles estão realmente produzindo um saloon esportivo empolgante, como a Jaguar costumava fazer”, disse Graham Searle, gerente-geral do Jaguar Enthusiasts’ Club, em entrevista por telefone de Bristol, Inglaterra.

Diferentemente da clientela mais velha dos modelos mais caros, o novo sedã “visa a geração iPad”.

O esforço da Jaguar para reforçar o apelo do XE inclui a habilidade de controlar as portas, a temperatura e até de ligar o motor via smartphone.

As vendas do XE deverão chegar a um pico de 63.700 carros em 2016, total que se aproxima ao das vendas globais da marca em 2013, de 74.500 unidades, segundo a empresa de pesquisa de mercado IHS Automotive.

Juntamente com outros novos modelos da Jaguar, as vendas deverão subir para cerca de 230.000 carros até 2018. Contudo, o total não é nada se comparado com os 2 milhões de carros que a BMW, com sede em Munique, espera vender neste ano.

A Jaguar tem esperanças de que sua herança esportiva, que vem sendo apoiada pelo carro esportivo F-Type, de 51.250, a ajude a atrair compradores das marcas alemãs que dominam o segmento de luxo.

“A Jaguar tem alguma coisa”, disse Searle. “A Jaguar tinha aquele prestígio no início dos anos 50 e aí o E-type proliferou essa imagem. Era sexy”.
Compart

Por: Multimidia Info

Navegue pela Data e encontre as Matérias em Ordem Cronológica.